Foto notícia - CONTRAVE – NOVO MEDICAMENTO PARA OBESIDADE APROVADO NO BRASIL

CONTRAVE – NOVO MEDICAMENTO PARA OBESIDADE APROVADO NO BRASIL

No final do ano passado a Anvisa liberou a venda de mais uma medicação para o tratamento da obesidade e sobrepeso no Brasil, o Contrave, que é a combinação fixa de dois medicamentos que já existem por aqui: a Bupropiona e a Naltrexone.

A Bupropiona é um medicamento utilizado para cessar o hábito do tabagismo, como antidepressivo e que possui um efeito moderador de apetite discreto. Quando combinado ao Naltrexone, cuja função inicial é a de auxiliar no tratamento do alcoolismo, a potência inibitória da fome e do desejo de comer da Bupropiona aumenta significativamente, tornando-se assim uma ótima medicação para o controle do peso.

Mais especificamente, elas agem em duas regiões do cérebro: no hipotálamo, onde atua diretamente sobre o centro da fome, diminuindo assim o tamanho das porções e frequência de comer e no sistema mesolímbico, área relacionada ao comer emocional, o famoso desejo de consumir certos alimentos, como salgados e doces.

De acordo com os estudos, o medicamento promove uma perda média de 7% do peso, algo comparável a medicamentos como a Sibutramina.

Talvez muitos de vocês já usaram ou conhecem alguém que recebeu essa combinação de medicamentos de forma manipulada. Como ambas tem sua venda autorizada de forma isolada por aqui, mas em dosagens diferentes das utilizadas para perda de peso e encontradas em drogarias, é relativamente comum vermos fórmulas com esses dois remédios.

Entretanto, essas formulações não são exatamente iguais ao medicamento original. O Contrave apresenta liberação estendida e efeito prolongado que não existe nos manipulados, além de ser mais confiável em termos de controle de qualidade. Portanto, esperamos uma melhor eficácia com o produto original.

Deverá ser comercializada somente com receituário médico controlado, por se tratar de um fármaco com ação neuropsíquica e que apresenta contraindicações de uso, como em portadores de epilepsia, transtornos psicóticos, usuários de analgésicos opioides, hipertensão mal controlada, entre outros.

Para finalizar, nenhum medicamento para perda de peso trará bons resultados de forma isolada. É necessária uma real mudança de estilo de vida e acompanhamento médico e nutricional, sempre!

Gostou do nosso material?

Continue acompanhando nossos lançamentos semanais, recebendo avisos diretamente
no seu e-mail, assine nossa newsletter e siga nossas redes sociais para ficar ligado!

    Siga-nos nas redes sociais