Foto notícia - O que é a ‘síndrome da mulher atleta’?

O que é a ‘síndrome da mulher atleta’?

blank

Tivemos recentemente os jogos olímpicos com presença cada vez maior das mulheres em diversos esportes. A cada nova edição assistimos a quebra de recordes em diversas modalidades e a superação de limites. Porém, em muitos casos, o organismo poderá cobrar seu preço se esse ganho de performance não for feito de forma saudável, que é o que veremos a seguir.

A Síndrome da Mulher Atleta caracteriza-se pela seguinte tríade: redução drástica do aporte calórico (menos de 30 kcal/kg de massa livre de gordura ao dia) acompanhada ou não por quadros de bulimia e anorexia; alterações no ciclo menstrual que podem ir desde ciclos irregulares até parada total da menstruação e infertilidade; perda grave de massa óssea que poderá levar a fraturas por estresse ou de baixo impacto.

Essa síndrome é mais vista em praticantes de atividades físicas que podem obter ganhos com a redução de peso, como as ginastas olímpicas, corredoras fundistas, patinadoras etc.

Ao reduzir o percentual de gordura de forma acentuada o hipotálamo, região do cérebro que controla o apetite e gasto calórico, tentará economizar energia das funções sexuais e reprodutoras, diminuirá os impulsos hormonais que regulam o funcionamento dos ovários e a produção de hormônios como progesterona e estrogênio. Por sua vez, a deficiência desses, associada a má nutrição, levará as manifestações clínicas que já citamos.

Porém, temos visto cada vez mais essa síndrome em mulheres que são atletas amadoras ou que simplesmente estão em busca do corpo perfeito com percentuais de gordura corporal mínimos. Devemos suspeitar desta síndrome em mulheres muito magras que praticam atividades físicas de elevada intensidade e que, ao mesmo tempo, forçam uma redução na ingesta alimentar na tentativa de atingir seus objetivos desportivos e estéticos.

Por conta disso, é importante que todas as mulheres que desejam perder peso e melhorar seu desempenho físico sejam acompanhadas por nutricionistas, profissionais de educação física e médicos especializados.

Gostou do nosso material?

Continue acompanhando nossos lançamentos semanais, recebendo avisos diretamente
no seu e-mail, assine nossa newsletter e siga nossas redes sociais para ficar ligado!

    Siga-nos nas redes sociais