Foto notícia - SUPLEMENTOS NATURAIS DE EMAGRECIMENTO – O PERIGO QUE VOCÊ NÃO SABIA

SUPLEMENTOS NATURAIS DE EMAGRECIMENTO – O PERIGO QUE VOCÊ NÃO SABIA

Na semana passada foi dada a trágica notícia de uma mulher de 42 anos que apresentou um quadro de hepatite fulminante seguida de óbito após consumir um dito chá emagrecedor de 50 ervas.

Para as pessoas em geral essa notícia foi chocante, afinal de contas, esperamos que um produto natural só faça o bem para a saúde, que promova emagrecimento sem os efeitos colaterais dos medicamentos alopáticos.

Nada mais equivocado do que esse pensamento.

Muitos medicamentos são derivados de plantas, fungos e outras tantas substâncias naturais. Quase todos eles possuem efeitos colaterais, alguns graves, inclusive.

Porém, a diferença é que um medicamento original possui algo que um suplemento natural não possui: uma bula.

A bula, que muitas pessoas morrem de medo de ler, traz exatamente informações importantes como dose máxima segura, interações medicamentosas, efeitos colaterais mais esperados e raros, entre outros.

E tais informações só puderam ser colocadas em bula porque esse medicamento foi bastante estudado antes de ir ao mercado.

E os suplementos? O rigor da vigilância sanitária sobre essas substâncias naturais nem de longe é o mesmo dos medicamentos, é muito mais frouxo.

Muitos sequer têm informações básicas como nome e dosagem de cada princípio ativo, não possuem estudos científicos sérios apoiando seu uso, são fabricados em laboratórios de fundo de quintal sem qualquer controle de qualidade ou procedência…

E o povo toma sem o menor receio! O importante é emagrecer sem precisar passar no médico!

Alguns exemplos bem populares: citrus aurantium pode causar crises de arritmia cardíaca, pressão alta e ansiedade; cáscara sagrada e diuréticos só perdem peso por desidratação; noz-da-Índia, além da diarreia intensa e desnutrição, pode causar hepatite fulminante e morte.

Não sou contra suplementos naturais, mas jamais prescreveria para meu paciente algo que não sei se funciona, nem de onde vem e muito menos se nada sei sobre sua segurança. Sem esses dados, não vale a pena arriscar a saúde.

Gostou do nosso material?

Continue acompanhando nossos lançamentos semanais, recebendo avisos diretamente
no seu e-mail, assine nossa newsletter e siga nossas redes sociais para ficar ligado!

    Siga-nos nas redes sociais