Foto notícia - Diabetes Mellitus

Diabetes Mellitus

O Diabetes Mellitus √© caracterizado pelo aumento de glicose (a√ß√ļcar) no sangue. A insulina, horm√īnio respons√°vel por levar a glicose do sangue para as c√©lulas pode estar deficiente, n√£o conseguir realizar seu efeito adequadamente (resist√™ncia insul√≠nica) ou ambos. Horm√īnios que elevam as taxas glic√™micas em situa√ß√Ķes de estresse como o Glucagon, Cortisol, Epinefrina, etc, tamb√©m contribuem para o desenvolvimento desta doen√ßa.

O diabetes √© diagnosticado por valores ‚Č• 126 mg/dl em jejum e/ou ‚Č• 200 mg/dl ap√≥s teste de toler√Ęncia oral a glicose. Esse aumento √© t√≥xico para as c√©lulas e pode levar a um quadro de obstru√ß√£o arterial e complica√ß√Ķes como Infarto Agudo do Mioc√°rdio, Acidente Vascular Cerebral, cegueira, perda de sensibilidade em extremidades com aumento no risco de amputa√ß√Ķes, Insufici√™ncia Renal, etc.

Os sintomas cl√°ssicos do diabetes s√£o: sede e fome excessiva, aumento no volume urin√°rio, piora visual, perda de peso, fraqueza, sensa√ß√£o de ‚Äúformigamento, queima√ß√£o e/ou choque‚ÄĚ nas extremidades, infec√ß√Ķes genitais de repeti√ß√£o, impot√™ncia sexual, etc. Entretanto, costuma ser assintom√°tica no in√≠cio e, mesmo assim, j√° √© capaz de levar as citadas les√Ķes arteriais de maneira silenciosa.

Basicamente existem dois tipos de Diabetes Mellitus:

Tipo I: Acomete principalmente crian√ßas, adolescentes e adultos jovens. √Č uma doen√ßa auto-imune, ou seja, anticorpos mutantes ‚Äúconfundem‚ÄĚ as c√©lulas produtoras de insulina no p√Ęncreas com um corpo estranho e as destroem. Os sintomas do diabetes surgem repentinamente na maioria das vezes e podem levar a hospitaliza√ß√£o devido √† intensa fraqueza e desidrata√ß√£o no in√≠cio do quadro, quando o diagn√≥stico √© desconhecido. O tratamento medicamentoso √© feito exclusivamente com uso de insulina.

Tipo II: √Č o diabetes mais freq√ľente e est√° relacionado ao excesso de peso ligado ao sedentarismo e maus h√°bitos alimentares, al√©m do hist√≥rico familiar do paciente. Predomina em adultos de meia-idade, mas vem acometendo indiv√≠duos cada vez mais jovens devido a epidemia da obesidade. No Diabetes Mellitus tipo II, o excesso de peso, principalmente gordura abdominal, induz resist√™ncia aos efeitos da insulina. H√° um aumento compensat√≥rio inicial em seus n√≠veis, mas com o tempo esse recurso se deteriora e a doen√ßa surge.

O tratamento consiste em reeduca√ß√£o alimentar e atividades f√≠sicas, al√©m do uso de diversas medica√ß√Ķes conforme o perfil da doen√ßa e seu est√°gio. Em alguns casos associados √† obesidade, poder√° ser indicada Cirurgia Bari√°trica.

Cabe destacar mais duas outras situa√ß√Ķes cl√≠nicas relacionadas ao diabetes:

‚ÄúPr√© Diabetes‚ÄĚ: Classificada como um aumento no n√≠vel glic√™mico acima dos limites da normalidade, mas que ainda n√£o atingiu os n√≠veis de diabetes (glicemia em jejum entre 100 e 125 e ap√≥s teste de toler√Ęncia oral √† glicose entre 140 e 199).

Nesta situação, os níveis glicêmicos ainda não são suficientes para provocar lesão em órgãos e tecidos, mas quem apresenta tais taxas apresenta um risco maior de evoluir com diabetes do que aquelas pessoas que possuem glicemia normal. Portanto, neste estágio é fundamental a modificação de estilo de vida do paciente (dieta e atividades físicas) a fim de evitar o desenvolvimento da doença.

Diabetes Gestacional: O mecanismo de desenvolvimento do Diabetes Gestacional guarda certa semelhan√ßa com o Diabetes Mellitus Tipo II. Caracteriza-se pelo aumento da glicemia exclusivamente na gesta√ß√£o. Os principais fatores de risco s√£o: gestantes com excesso de peso, acima dos 30 anos e hist√≥rico de m√ļltiplos partos anteriores. Provoca tanto a complica√ß√Ķes maternas quanto fetais (ex: parto prematuro, fetos gigantes, hipoglicemia neonatal, eclampsia e morte materna e fetal).

Em todos os casos de diabetes, √© importante enfatizar que o tratamento precoce com modifica√ß√Ķes de estilo de vida e medicamentos e o seguimento regular com o endocrinologista permitir√£o que a pessoa portadora desta condi√ß√£o possa levar uma vida praticamente normal e sem restri√ß√Ķes para suas atividades por muitos e muitos anos!

Gostou do nosso material?

Continue acompanhando nossos lançamentos semanais, recebendo avisos diretamente
no seu e-mail, assine nossa newsletter e siga nossas redes sociais para ficar ligado!

    Siga-nos nas redes sociais